Poder e terrorismo – Noam Chomsky

Noam Chomsky, filósofo e linguista estadunidense, é Professor Emérito no Instituto de Tecnologia de Massachusetts; reverenciado em âmbito acadêmico como “o pai da linguística moderna”, também é uma das mais renomadas figuras no campo da filosofia analítica.
Em seu livro ‘Poder e terrorismo’, Chomsky concentra sua crítica à política externa e aos problemas domésticos norte-americanos. O autor argumenta como os Estados Unidos poderiam ser considerados culpados sob suas próprias leis antiterrorismo, já que ignoram veredictos de organismos mundiais como a ONU. Chomsky comenta as ações dos Estados Unidos além do Iraque, com seus aliados infligindo terror em sociedades menos favorecidas, como o massacre dos curdos pelos turcos na década de 1990. Analisa as raízes do conflito Israel-Palestina e a transformação de Israel em um posto militar avançado dos Estados Unidos no Oriente Médio, e os primórdios da atuação americana na região. Fala, de forma clara e contundente, sobre conflitos na Ásia, África e América Latina. A segunda parte do livro traz uma análise da mídia e aponta tendências para o futuro da superpotência militar.